RS corta mais de 6,5 mil empregos em junho, segundo pior resultado do País

O Ministério do Trabalho confirmou que 6.521 empregos foram eliminados, em junho, no Rio Grande do Sul. Esse é o segundo pior resultado do País, perdendo só para o do Paraná. Embora negativo, o saldo é menor que os de anos anteriores. Entre 2014 e 2017, a economia gaúcha cortou de 9,5 mil a 14 mil empregos, nessa mesma época do ano.

Em 2018, os déficits do comércio, que fechou 2,13 mil vagas; da indústria da transformação, que eliminou 1,67 mil, e da construção civil, que cortou mais 1,25 mil, puxaram o resultado. No acumulado do semestre, o Rio Grande do Sul registra saldo positivo de 26.355 empregos com carteira assinada.

Brasil perde 661 empregos no mês passado

Em nível nacional, os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados hoje, mostraram que foram fechadas 661 vagas de emprego formal em junho. No acumulado do ano, porém, houve crescimento de 392.461 empregos, conforme o levantamento.

No País, essa é a primeira queda mensal na criação de empregos com carteira assinada em 2018. Em maio, foram gerados 33,6 mil empregos formais e, em abril, mais de 115 mil.

Rádio Guaíba

Foto: Guilherme Testa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *