Estado disponibiliza 9,4 mil testes rápidos para testagem de viajantes no aeroporto da capital

Uma ação conjunta entre Secretaria da Saúde (SES), município de Porto Alegre e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no aeroporto Salgado Filho proporciona testagem de Covid-19 para quem desembarca na capital. Cerca de 9,4 mil testes rápidos de antígenos foram encaminhados pelo governo do Estado para viabilizar a ação, iniciada na segunda-feira (14/6).

Todas as pessoas chegam de voos durante o horário de atendimento, entre 7h30 e 1h30 da madrugada seguinte, seja em voos nacionais ou internacionais, são convidados a realizar o teste, independentemente de apresentar sintomas ou não. De acordo com a apoiadora do Centro de Informações Estratégicas e Resposta em Vigilância em Saúde (Cievs) do município de Porto Alegre, Anelise Breier, o foco principal é testar as pessoas que vieram de algum dos Estados onde já existe a confirmação da variante Delta inicialmente encontrada na Índia (Rio de Janeiro, Paraná, São Paulo e Brasília) ou que tenham viajado para fora do país nos últimos 14 dias.

“A aceitação está sendo muito alta, estamos precisando até aumentar o número de guichês para atender toda a demanda”, disse Anelise. “Felizmente, poucos testes estão dando positivo”, completa. No primeiro dia da ação, foram aplicados cerca de 400 exames e apenas 1% resultou positivo.

Os casos positivos são orientados a ficar em isolamento domiciliar por 14 dias, devendo assinar um documento de aceitação. Essas pessoas devem ainda fazer um teste de RT-PCR, de biologia molecular. “A ideia é fazer o sequenciamento genético dos vírus que forem encontrados”, explica Analise. A ação vai acontecer por 14 dias como barreira sanitária, podendo ser estendido, se for necessário.

Segundo a diretora do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Cynthia Molina Bastos, a ação faz parte do projeto de ampliação das testagens para diagnóstico da Covid-19 no Rio Grande do Sul. O governo do Estado criou um grupo de trabalho formado por integrantes da SES e a da Anvisa para rastreamento de casos positivos em fronteiras, portos e aeroportos, com intuito de evitar uma nova onda de contágio no RS. A SES fez a solicitação de mais testes ao governo federal para dar continuidade ao projeto.

A gaúcha Sílvia Pinto Fernandes, que desembarcou na tarde desta terça-feira (15/6), estava com sintomas de síndrome gripal, como dor de cabeça. Ela voltou de um passeio ao Rio de Janeiro e fez o teste para garantir que não está com Covid-19. “Tenho enxaqueca crônica, os sintomas podem confundir. Se todos os aeroportos tivessem uma ação como essa, estaríamos muito melhor”, disse.

Quem também realizou o teste nesta mesma tarde foi a paranaense Joceli Teresinha Wansovicz da Silva, mesmo sem ter apresentado nenhum sintoma. Ela veio ao Estado com mais duas amigas para visitar Gramado. “Muita boa essa a iniciativa de realizar o teste na chegada ao Estado, tanto para nossa segurança como para a de vocês, aqui da cidade”, disse Joceli.

Texto: Marília Bissigo/Ascom SES
Edição: Marcelo Flach/Secom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com