Esculturas de botos transformadas em lixeiras seletivas

Notícia
O arquiteto Gilberto Souza, mais conhecido como Beto, criou o projeto “Botos coloridos urbano” em Tramandaí, com parceria da Prefeitura, que utiliza esculturas de botos em lixeiras nas praias. Na beira mar de Tramandaí, há duas lixeiras e em Nova Tramandaí, uma.
As esculturas são construídas em concreto armado e representam botos saindo da terra. Acoplado, estão os cestos para o depósito de resíduos, seguindo a orientação orgânica e reciclável.
A iniciativa começou há seis meses, quando o arquiteto apresentou a proposta ao escultor Mário Savedra, que fez os botos.
O projeto “Botos coloridos urbanos” busca fazer com que o mobiliário urbano esteja inserido no conceito de paisagem juntamente com a limpeza das ruas e avenidas de Tramandaí. “Toda a maneira de evitar que o lixo fique nas ruas é importante. Esse trabalho ajuda no recolhimento, sendo chamados tradicionalmente de ‘eco pontos’ e que neste projeto recebem o nome de ‘eco botos’, em referência aos animais”, ressaltou o arquiteto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.