Vereador apresenta ideia para complementar Av. Paraguassú entre Imara e Atlântida Sul

Pouca gente sabe, mas a Avenida Paraguassú não liga o município de Imbé a Atlântida Sul, balneário pertencente a cidade de Osório. Uma das mais antigas vias do Litoral Norte “termina” no balneário Imara, ainda em Imbé, e recomeça nas proximidades de um dos condomínios da praia vizinha, formando uma espécie de buraco de 1,6 km sem pavimentação ou qualquer demarcação que permita o tráfego de veículos.

Na última quinta-feira (18), o prefeito Ique Vedovato recebeu o vereador Caio Sant’ana (PT) e a titular da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Pesca, Proteção Animal e Agricultura (SEMMAPA), Nélida Pereira, para tratar da possibilidade de unificação dos dois pontos, criando mais uma alternativa de ligação entre as praias da região a partir daquele ponto. “Hoje temos duas rotas de ligação entre Imara e Atlântida Sul: a RS-786 e a Avenida Beira-Mar, a Interpraias. Conversei com moradores e comerciantes da Zona Norte e todos são favoráveis a esta terceira alternativa”, afirmou o vereador.

Outra ideia que pode ser adotada a partir da complementação da Avenida Paraguassú entre as duas praias é a devolução das dunas ao espaço hoje ocupado pela Interpraias, via paralela à faixa de praia que frequentemente sofre os efeitos da erosão causada principalmente pela ressaca do mar. “No último ano tivemos um sério problema, com parte da via cedendo. A complementação da Avenida Paraguassú pode servir, no futuro, como alternativa para que possamos finalizar o tráfego de veículos naquele trecho”, afirma o prefeito Ique Vedovato.

A titular da SEMMAPA deixou claro que a proposta será analisada levando em consideração a utilidade pública e, principalmente, o impacto ambiental. “Segundo nosso Plano Diretor, a área onde passariam as obras é uma área de preservação permanente formada por dunas, de acordo com o Plano Diretor do município. Por isso o tema será tratado com toda a responsabilidade”, antecipa Nélida, que lembra que o Código Estadual de Meio Ambiente também trata do tema ressaltando que somente serão permitidos uso de dunas móveis em situações que garantam a sua conservação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com