Em Rio Grande, médico é preso por abuso sexual de pacientes

Polícia

No Centro de Rio Grande, um médico, de 68 anos, foi preso em seu consultório, nesta terça-feira (3). Dalmo Batista Soares foi condenado a quatro anos e dois meses de prisão, em regime semiaberto, por abusar de pacientes, conforme a Polícia Civil. Devido ao fechamento do albergue na Penitenciária Estadual do Rio Grande, por causa do incêndio neste ano, a Justiça concedeu prisão domiciliar ao médico com uso de tornozeleira eletrônica.

Soares, que é especialista em traumatologia e atua como médico do trabalho, foi denunciado por três pacientes por abuso sexual. Dois casos aconteceram em 2013, durante realização de exames, no seu consultório particular. Estes casos o levaram à condenação. O terceiro caso foi em 2016, no Hospital Universitário da Universidade Federal do Rio Grande (Furg). A paciente estava com fortes dores, suspeitando de gravidez, então o mesmo fez exame de toque e tentou beijá-la ao final da consulta. Esta situação está sendo analisada pela Justiça.

_

Foto: Polícia Civil/ Divulgação

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.