Recuperados da Covid-19, oito pacientes voltam para casa em Rondônia

Oito pacientes rondonienses recuperados da Covid-19 retornaram a Porto Velho nesta quinta-feira (4/2). Seis homens e duas mulheres, com idades entre 47 e 76 anos, embarcaram em Porto Alegre por volta das 13h em uma aeronave do Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia, prontos para voltar aos seus lares.

“Achei até que não fosse conseguir voltar para casa.  Só tenho a agradecer”, afirmou o pastor Benedito Prata dos Santos, 53 anos, um dos recuperados.

Todos embarcaram caminhando e conversando, em uma situação completamente diversa daquela em que chegaram ao Rio Grande do Sul. Eles desembarcaram entre 27 e 29 de janeiro e, desde então, estiveram internados nos hospitais de Clínicas, Vila Nova e Conceição, na capital.

pacientes Rondônia
Pacientes de Rondônia foram tratados em três hospitais da capital 

A previsão é que desembarquem na capital de Rondônia entre 23h e meia-noite desta quinta-feira, após realizarem escala em Londrina (PR) e Cuiabá (MT). Apenas um dos pacientes precisou fazer uso de oxigênio do tipo óculos nasal durante a decolagem, por precaução e para manter a respiração estável. “Agradeço por ter sido tão bem tratada aqui no Rio Grande do Sul. Indescritível o cuidado que cada uma das pessoas teve comigo no hospital [de Clínicas]”, disse Antusa Jandira Nobre das Neves, 47 anos.

avião Cesna Rondônia
Um avião Cessna do Corpo de Bombeiros de Rondônia transportou os pacientes recuperados no RS – Foto: Maurício Tonetto / Palácio Piratini

“Este é um momento emocionante e nos dá esperança de que um dia isso tudo [a pandemia] vai acabar”, afirmou o médico da empresa de transporte de urgência Transul, Bruno Seligmann, que trabalha voluntariamente para fazer o traslado desses e de outros pacientes vindos de outros Estados para tratamento no Rio Grande do Sul.

Ao todo, já tiveram alta 14 pacientes vindos de Rondônia para receber assistência hospitalar no Estado. Além dos oito que embarcaram nesta quinta-feira (4/2), uma mulher retornou no dia 29 de janeiro e outros cinco pacientes (quatro mulheres e um homem) voltaram para seus Estados no dia 1º de fevereiro. Os seis retornaram em voos comerciais. Entre os pacientes que vieram de Manaus, nenhum teve alta ainda.

O Departamento de Assistência Farmacêutica da Secretaria da Saúde (SES) aproveitou a vinda do avião para pedir que o governo de Rondônia cedesse, por meio de permuta, medicamentos que estão com os estoques críticos no Rio Grande do Sul. Foram trazidos 14 mil comprimidos dos medicamentos Raloxifeno e Fludrocortisona, que são tratamento para as doenças hiperplasia adrenal congênita e osteoporose, respectivamente. Em contrapartida, o Estado enviou para Rondônia medicamentos que somam o mesmo valor (R$ 33 mil).

Texto: Marília Bissigo/Ascom SES
Edição: Secom 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com