Polícia Civil deflagra Operação Recidiva com objetivo de combater e reprimir roubos a estabelecimentos bancários no RS

Nesta sexta-feira (19), a Polícia Civil, por intermédio da 1ª Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos (1ª DR), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), em ação conjunta com a Brigada Militar, deflagrou a Operação Recidiva, com objetivo de prevenir e reprimir roubos a estabelecimentos bancários no estado do Rio Grande do Sul.

Foram cumpridas 31 ordens judiciais, sendo 4 prisões preventivas, 3 prisões temporárias e 24 mandados de busca e apreensão nas cidades de Porto Alegre, Gravataí, São Leopoldo e Tramandaí. Até o momento 4 pessoas foram presas preventivamente e 2 temporariamente. Restaram apreendidos celulares, documentos e veículos, dentre outros objetos.

No ano de 2021, dentre os roubos a instituições bancárias realizados no RS, destacam-se dois ocorridos no Banco Santander, nas cidades de Alvorada e São Leopoldo, e um no Banco Itaú, ocorrido na cidade de Novo Hamburgo.

O nome da operação, Recidiva, refere-se a recaída na mesma falta, no mesmo crime, reincidência. É o que se percebe, justamente, a medida que os autores dos crimes foram sendo investigados. Apesar de alguns suspeitos terem sido condenados, inclusive com penas cumpridas, voltaram a cometer crimes de mesma espécie.

Ações integradas, desenvolvidas pela Polícia Civil e pela Brigada Militar, visam mapear e frustrar a ação de grupos criminosos que se relacionam fortemente com a prática desses crimes contra instituições financeiras. A Operação Recidiva, recebeu pela Brigada Militar o nome de Operação Angico.

Mais informações poderão ser obtidas com o Delegado João Paulo de Abreu, da 1ª Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos (1ª DR), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com