NOVO denuncia manobra do governo que compromete volta às aulas

A Assembleia Legislativa aprovou nesta terça-feira (16/03) a emenda que estabelece as escolas como atividade essencial no Rio Grande do Sul. A Bancada do NOVO, no entanto, sinaliza que a proposta aprovada compromete a volta às aulas e não é garantia para o retorno das atividades educacionais de forma presencial.
O NOVO havia protocolado emenda para garantir as atividades educacionais presenciais como essenciais, mas foi substituída por um texto do governo.
Conforme o deputado Fábio Ostermann (NOVO), a emenda governista não garante a efetivação da volta às aulas no Rio Grande do Sul. “Prevaleceu o texto do governo, que abre brecha para que as escolas sigam fechadas. Vamos seguir atentos e vigilantes cobrando do governo a priorização do funcionamento das instituições de ensino, sem novas interrupções das aulas presenciais”, criticou.
A emenda do governo inclui a educação no rol de atividades essenciais, mas não reafirma as aulas presenciais, abrindo margem para a manutenção do ensino remoto no Estado.
MOBILIZAÇÃO
Integrantes do movimento “Lugar de Criança é na Escola” realizam uma carreata em defesa das aulas presenciais. Acompanhadas do deputado Ostermann, as representantes entregaram um documento com a assinatura de 25 mil pais pedindo a aprovação do texto para o presidente da Assembleia, Gabriel Souza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com