IMBÉ RECEBEU A 1ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE MENTAL 🩺👥

Destaques Geral Notícia
Na tarde de quarta-feira (23), foi realizada a 1ª Conferência Municipal de Saúde Mental em Imbé. A reunião aconteceu na EMEF Estado de Santa Catarina, e foi centralizada pelo tema “A Política de Saúde Mental como Direito: Pela defesa do cuidado em liberdade, rumo a avanços e garantia dos serviços de atenção psicossocial do SUS”. Além do tema central, quatro eixos derivados também foram debatidos. Diversas autoridades participaram, entre elas, o prefeito em exercício Régis Cacetinho.
A conferência teve por objetivo discutir e desenvolver propostas para melhoria do serviço com base nos quatro eixos temáticos, que são: o cuidado em liberdade como garantia de direito à cidadania, a gestão, financiamento, formação e participação social na garantia de serviços de saúde mental, a política de saúde mental e os princípios do SUS: Universalidade, Integralidade e Equidade, e os impactos na saúde mental da população, desafios para o cuidado psicossocial durante e pós-sindemia.
A ação definiu, através de votação, as 12 propostas prioritárias e os delegados municipais que representarão o município na 4ª Conferência Estadual de Saúde Mental do Rio Grande do Sul. As propostas e delegados escolhidos foram:
🔵 EIXO I
Construção de um serviço de saúde, CAPS I, contemplando crianças, adolescentes, dependentes químicos e usuários em geral.
Criação de setor publico para incentivo de cooperativas de trabalho com resíduos sólidos, para usuários do serviço de saúde mental e sistema prisional.
Reestruturar o serviço de psicologia nas escolas.
🔵 EIXO II
Disponibilização de espaço físico destinado ao desenvolvimento de oficinas terapêuticas, a fim de acolher pacientes de saúde mental.
Investimento em capacitação de equipe técnica para atendimento e acompanhamento de usuários conforme demanda apresentada.
Formação de multiplicadores na rede municipal, a fim de agir de forma preventiva dentro da saúde mental.
🔵 EIXO III
Criação dentro dos serviços de saúde de um fluxograma que oriente os critérios de encaminhamento para o serviço de saúde mental.
Criação de núcleo psicológico dentro das escolas para promoção de saúde mental para comunidade escolar.
🔵 EIXO IV
Contração de profissionais especializados ao atendimento de saúde mental, bem como neuropediatra e psiquiatra infantil.
Profissional oficineiro com treinamento e capacitação em saúde mental, para desenvolver tal atividade.
Criação e implementação de CREAS e CAPS municipal.
Desenvolvimento de programa específico para prevenção e promoção de saúde mental para servidores municipais.
🟠 DELEGADOS:
José Paulo Pereira;
Cláudia Ferraro Athayde.
———————————–
📝 TEXTO: José Luiz Filho
📸 FOTOS: Ivan de Andrade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.