Imbé atinge 125,49% de cobertura na vacinação contra a gripe

Com o número expressivo de 8.669 doses aplicadas contra a gripe, o município de Imbé finalizou a Campanha Nacional de Vacinação com cobertura vacinal de 125,49%. Os números revelados pela Secretaria Municipal da Saúde mostram excelente desempenho com cobertura vacinal, ultrapassando 100% em praticamente todos os grupos prioritários como gestantes, puérperas, trabalhadores de saúde, pessoas acima dos 60 anos, doentes crônicos e professores.

Apesar da vacinação contra a Influenza ser aberta a partir desta segunda-feira (3) ao público em geral, conforme orientação da Secretaria Estadual da Saúde (SES), não há previsão de reabastecimento da vacina nos municípios. Segundo a coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Imbé, enfermeira Caroline Pimenta, o município emitiu uma Nota Informativa esclarecendo que diante do alcance das metas estipuladas pelo Governo Federal e o estoque estar zerado no município, sem previsão de reabastecimento, Imbé encerra a Campanha de Vacinação contra Influenza.

“Tivemos que encerrar a campanha por falta de doses, utilizamos todas as doses disponibilizadas pelo Estado, já considerando a reserva para a segunda dose das crianças com indicação de esquema vacinal fracionado e gestantes que precisamos vacinar até o final do inverno, só daríamos continuidade a campanha caso houvesse recebimento de nova remessa de vacinas, o que já foi confirmado pela Secretaria Estadual de Saúde, que não ocorrerá”, disse Caroline Pimenta.

Pimenta esclarece ainda que a maior dificuldade enfrentada no município foi com o grupo das crianças, gestantes e professores, sendo necessária ações estratégicas específicas para estes públicos.

A gripe influenza é caracterizada por um início súbito de febre, tosse, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, mal-estar, dor de garganta e coriza. A tosse pode durar duas ou mais semanas. A maioria das pessoas recupera-se da febre e de outros sintomas dentro de uma semana sem necessitar de cuidados médicos. Complicações ou morte podem ocorrer especialmente em pessoas de alto risco. Ocorre também aumento nas taxas de hospitalização por pneumonia.

Resultado por grupo prioritário:

Crianças: 1.372 doses aplicadas – Cobertura Vacinal 97,37%

Trabalhadores de Saúde: 352 doses aplicadas – Cobertura Vacinal 101,15%

Gestantes: 208 doses aplicadas – Cobertura Vacinal 100,48%

Puerperas: 38 doses aplicadas – Cobertura Vacinal 111,76%

Idosos: 4.614 doses aplicadas – Cobertura Vacinal 156,73%

Professores: 776 doses aplicadas – Cobertura Vacinal 101,04%

Pessoas com comorbidades: 1.283 doses aplicadas – Cobertura Vacinal 105,68%

Funcionários do Sistema Prisional: 21 doses aplicadas, sem meta estipulada para o município

Policiais militares, civis, bombeiros: 25 doses aplicadas, sem meta estipulada para o município

 

Decom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *