Gripe Influenza: Imbé imunizou mais de 1,1 mil pessoas em apenas um dia de campanha

A grande procura da população pela vacina contra a Gripe Influenza fez com que a Prefeitura de Imbé batesse recorde de imunizações. Durante toda a segunda-feira (23), primeiro dia da Campanha Nacional de Vacinação, 1,1 mil pessoas foram vacinadas, entre profissionais da área da saúde – que têm prioridade por conta do seu contato próximo com pacientes – e principalmente os idosos acima de 60 anos, que estão sendo vacinados em casa numa ação inédita que vai ao encontro da determinação de isolamento social para este público, o mais ameaçado pelos efeitos do Covid-19, o novo coronavírus.

O trabalho ágil das equipes de vacinação garantiu que boa parte do público-alvo fosse imunizado neste primeiro momento. A ação foi antecipada neste ano para ajudar na identificação de pacientes com coronavírus – a imunização não tem eficácia contra o vírus, mas como os sintomas da doença são parecidos com os da gripe, a medida facilita os diagnósticos por exclusão. “Conseguimos vacinar uma boa parcela de idosos e agora vamos aguardar o envio de um novo lote de vacinas, que chega ao município de acordo com o cronograma do Governo Federal e da Coordenadoria Regional da Saúde”, explica a enfermeira Caroline Pimenta, responsável pela Vigilância Epidemiológica de Imbé. Uma nova remessa de doses chegará na sexta-feira (27) para dar sequência ao trabalho.

Os idosos que ainda não foram vacinados receberão a vacina em domicílio, sem precisa sair de casa. Para isso basta contatar o telefone (51) 3627-8511, que atende ligações e também recebe mensagens através do aplicativo Whatsapp, para facilitar a comunicação e evitar aglomerações nos postos de saúde. Quem já ligou e fez o cadastro pode ficar tranquilo: a vacina está garantida. “Nesta segunda muita gente tentou contato e nossa central ficou congestionada. Reforçamos que as pessoas mantenham a calma e continuem tentando o contato. Todos serão vacinados dentro do prazo estabelecido pelo Ministério da Saúde. Não há motivo para correria ou pânico”, esclarece o secretário da Saúde, enfermeiro Tierres da Rosa. “No momento o mais importante é que os idosos respeitem as orientações e fiquem em casa”, complementa.

A próxima etapa da campanha contra a gripe começa no dia 16 de abril e vai imunizar professores, doentes crônicos e profissionais das forças de segurança e salvamento. Já a última fase, que iniciará dia 9 de maio, priorizará crianças de seis meses a menores de seis anos, pessoas de 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

A vacina contra a gripe, composta por vírus inativado, é trivalente e protege contra os três vírus que mais circularam no hemisfério sul em 2019: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2). Ainda não há vacina contra a Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com